quarta-feira, julho 27, 2005

No dia último



Um dia, no dia último,
Adormecerei.
Não adormecerei em paz
Mas em desafio
Não dando à vida tréguas
A vida não mas concedeu.
Não justificarei um minuto que vivi
Não justificarei um só acto que pratiquei
Não pedirei absolvição
Não perdoarei o imperdoável
O intolerável, o que não entendi.
No dia último
No dia em que adormecer em desafio
Sairei como entrei no mundo
Como vivi o mundo
Lutando pelo direito de estar
Conquistando o direito de ser.
E adormecerei
Desafiando a vida a negar-me o direito
De no dia último
Adormecer.

Poema da Encandescente

2 Comments:

Anonymous Anónimo said...

Bela foto. Parabéns pelo post.
Paulo

julho 29, 2005 12:01 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

gostei das duas coisas. poema e foto. bjs
corto veneti

julho 29, 2005 12:06 da manhã  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home